Arte e Luta


3

 

Le le le le le le le,
le le le le le lea

Sou arte e luta brasileira
Eu sou o som do berimbau
Eu sou o lamento de um guerreiro
Sou o negro do canavial

Na senzala eu nasci
Quilombo eu amadureci
Na guerra eu fui posto em prova
Voltei pois lutei para ganhar

E para quem não me conhece
Agora eu vou-me apresentar
Olha me chamo capoeira
Sou vida e forma de luta

Eu luto pela liberdade
Contra o racismo e descriminação
Eu quero paz na humanidade
Ver todos se tratando como irmãos