Sobre Nagô


pequines

Em Novembro de 2001, Alexandre Ronan (Mestre Pequinês) decidiu criar seu grupo Capoeira próprio, sob a supervisão de seu Mestre, Mestre Suíno do Grupo Candeias, onde ele vinha treinando por 17 anos.
Nagô, o termo refere-se ao nome dada para grupos de escravos fugitivos que haviam sido trazidos para o Brasil da África durante o trafico de escravos. Em 2002, a Capoeira Nagô Cultural Sports Associação foi fundada no Brasil, com o objectivo de apoiar e facilitar o progresso do Grupo Capoeira Nagô, promovendo os princípios e tradições da Capoeira.
Combinando um estilo contemporâneo, com a estética moderna apoiados por expressão física.
Através da evolução das praticas educativas e criativas e em busca de novas técnicas de luta e movimentos físicos, a associação se esforça para aumentar o reconhecimento do valor da Capoeira como uma forma autentica de arte cultural do Brasil.
Grupo Capoeira Nagô tornou-se o mais rápido do grupo de Capoeira de crescimento ao longo dos últimos anos graças a excelência e competência dos professores que trabalham sob a coordenação do Mestre Pequinês em Goiana, no Brasil e em todo o mundo.